R$160,00

3x de R$53,33 sem juros Ver mais detalhes

DV CATENA MALBEC MALBEC 750 ML

Domingo Vicente Catena Malbec 2007 é um blend  proveniente de uvas Malbec dos diferentes vinhedos.  O vinhedo Angélica proporciona aromas a geléia  de ameixas maduras e amoras negras, suavidade e volume ao paladar. La Pirámide entrega aromas a  frutos negros de caroço e notas de especiarias como pimenta preta e cravo da índia.  Conjugam-se de maneira excepcional para dar origem a este vinho, intenso e  concentrado, de final prolongado e muito persistente.  

Alejandro Vigil, Enólogo Chefe

O Vinho

O vinho argentino Catena Zapata DV Catena Malbec-Malbec mostra grande complexidade, resultado dos dois excelentes vinhedos utilizados na produção.

Pertencente à linha Premium da vinícola, esbanja uma cativante fruta, com ótima profundidade.

No paladar é longo e saboroso, mostrando porque desde seu lançamento já é considerado um dos melhores Malbecs da Argentina.

As uvas  Malbec (100%) são cultivadas nos vinhedos de altitude Angélica, Lunlunta, Arianna e Guatallary.

O vinho amadurece por 12 meses em barrica de carvalho francês sendo 50% de barricas novas.

Temperatura de Serviço: 16 a 18ºC

Teor Alcoólico: 14% Vol.

Sugestão de Guarda: Mais de 10 anos

Harmonizações: Por ser um malbec mais encorpado, sugere-se pratos de carne mais contundentes e temperos mais fortes.

Sobre a Linha D.V. Catena

D.V. Catena
A elaboração de vinhos a partir de diferentes cortes, diferentes varietais, diferentes lotes e diferentes colheitas é uma arte tão antiga como a da enología mesma. Em Burdeos, o corte das cinco famosas castas, Cabernet Sauvignon, Merlot, Cabernet Franc, Petit Verdot e Malbec, tem séculos de história.

Durante os últimos 20 anos, Nicolás Catena Zapata e a sua equipe de agrônomos plantaram uma enorme quantidade de varietais, incluso de clones diferentes em diversos micro-climas de montanha. A variação de tipos de solo, temperatura média e amplitude térmica que existem em cada altitude, originam um sem-fim de micro-climas únicos.

Com os anos, estas investigações levaram a determinar que o mesmo varietal, e incluso o mesmo clone, apresenta um perfil aromático e de sabores totalmente diferente, segundo o micro-clima em que se o cultive.

A identificação e a valorização destas diferenças, às vezes muito sutis e outras de grande contundência, têm permitido desenvolver vinhos, que em conjunto possuem uma expressão muito mais complexa, criativa e intensa que se si avaliaram cada um de seus componentes por separado.